Aprofundar o seu Spiritual Path

Rebecca Kaye
Rebecca Kaye
  • Atualizado

conscious-design-UQJoBvSD0Kg-unsplash-scaled.jpg

Com os seus sentidos e alma despertos, Spiritual Guidance aqui aprofunda a sua compreensão da direção da sua vida. Vai perceber que o crescimento da sua espiritualidade pessoal é circular e não necessariamente linear. Vai evoluir para fortalecer a sua paz interior e também cultivar a espiritualidade, adaptando a sua vida diária.

Está perdido no deserto?

Deu os primeiros passos no seu caminho espiritual, abriu a porta, abriu o seu coração e mente e descobriu uma nova e vibrante ligação ao seu "eu". Com isso, ao longo do tempo, sentiu-se tocado pelas sensações de uma vida mais realizada e pacífica e sentiu as vantagens fortalecedoras da explorar e sustentar as práticas espirituais que escolheu. Mas, de repente, sente uma pausa, uma estagnação, uma sensação pesada na sua barriga Os resultados positivos não parecem fluir tão intensamente, talvez não estejam a acontecer tão rapidamente. Já estagnou? Ou pior, de alguma forma sente-se "de volta ao início", perguntando-se sobre o que realmente mudou e porque é que começou esta viagem. Talvez tenha acontecido algo traumático e avassalador na sua vida. No meio daquela ansiedade não tem sido capaz de manter as suas práticas ou permanecer ligado.

Como pode voltar a estabelecer a ligação se se sente perdido?

Fomente e aprofunde a sua ligação espiritual

pexels-mikhail-nilov-6931773-scaled.jpg

Visualize um jardim. Imagine-o na sua mente. Agora observe o jardim à medida que as estações mudam, da primavera para o verão, do verão para o outono, do outono para o inverno. Quando vê este jardim a transformar-se ao longo das estações, acredita e sabe que este processo faz parte do ciclo natural da vida. Nenhuma estação do ano no jardim é melhor do que outra. Pode preferir a primavera ou o outono mas, em última análise, este processo natural, para existir, é todo ele necessário e codependente, de tal forma que uma estação está estreitamente ligada às outras.

Agora pense na sua viagem espiritual, no seu eu espiritual... aplicam-se os mesmos processos naturais à medida que flui ao longo de cada momento.

O cérebro humano tem uma necessidade de encaixotar, identificar e juntar princípios, meios e fins. Foi concebido para ser lógico, contra uma linha de tempo feita pelo ser humano, construída para que a economia funcionasse dentro da mesma. Como seres humanos, somos condicionados para esperar ter chegado a certos pontos num determinado momento. Esforçamo-nos para atingir e alcançar os objetivos que nos propomos, muitas vezes úteis e necessários para o fluir da vida quotidiana. A natureza, e o caminho para uma profunda ligação espiritual, não funciona desta forma. Eles 'existem' em cada momento, caindo suavemente e reemergindo no momento seguinte de acordo com mudanças e padrões energéticos universais.

Vamos agora considerar o seu próprio jardim espiritual. Plantou o que deseja ver crescer e iniciou este jardim através da sua própria escolha, a fim de vir a saber qual o verdadeiro significado e objetivo da existência para SI.

O seu jardim espiritual tem as mesmas necessidades e passa pelas mesmas mudanças sazonais que um jardim físico.

Precisa de sementes para serem plantadas, de ser regado, alimentado e tratado...

No meio desta consistência de cuidados (uma forma de autotratamento), por vezes será outono e deixará cair as folhas, largando o que já não lhe serve ou que precisa de ser libertado, aceitando a mudança do tempo, o esbatimento da cor. Ou inverno, calmo, sossegado. Pode parecer que não acontece muita coisa, mas sob a superfície pode estar a ocorrer um profundo processo de restauração, reorganização e realinhamento.

Lembre-se, a viagem espiritual é um processo humano natural. Raízes fortes, novos rebentos e uma vida vegetal luxuriante levam tempo para crescer. Por vezes haverá ventos que abanarão os seus ramos. Tudo isto faz parte da viagem!

O que pode fazer na prática para o ajudar a voltar a ligar-se ao seu caminho espiritual?

  • Reserve 5 minutos todas as manhãs para escrever ou para recordar o que é importante para si. Reconheça aquilo por que está grato. Faça-o de forma simples.
  • Observe a sua rede de apoio espiritual. Tem pessoas à sua volta em quem sente que pode confiar e que compreendem a viagem que está a fazer? Juntar-se a grupos regulares com inclinação espiritual, liderados por um guia espiritual com quem se identifica, pode realmente ajudá-lo a manter-se ligado e a sentir-se menos só. Encontre a sua tribo.
  • Experimente novas práticas espirituais. Se tem estado concentrado na Meditação, talvez possa experimentar um grupo com uma prática baseada no movimento como o Tai Chi ou o Ioga. Tire o pó do seu diário e comece a escrever de novo, notas privadas de reflexão escritas apenas para si. Reinicie a sua exploração!
  • Revisite as suas expectativas, olhe novamente para a alegria simples que sentiu quando começou a sentir uma ligação mais profunda a si próprio. Note quando está a cair numa lógica de um desenvolvimento espiritual baseado em 'atingir objetivos'. Deixe-se "ser" por algum tempo. E seja sempre muito simpático consigo mesmo.

Acima de tudo, lembre-se que o inverno passa e a primavera chega com os seus novos rebentos, novas formas de pensar e sentir e novas experiências. É sempre uma surpresa quando chega a primavera, mesmo sabendo que está a chegar e com ela vem uma nova possibilidade e uma esperança renovada.

Volte a ter prazer em evoluir no seu caminho espiritual. Pense nisto como um 'espaço seguro' dentro de si mesmo, o seu jardim em crescimento, para frequentar com alegria, autocompaixão e aceitação.

E, no meio das disciplinas e práticas de sustentação escolhidas, nunca se esqueça de arranjar algum tempo para fazer o que gosta.

Este artigo foi útil?

Utilizadores que acharam útil: 0 de 0

Tem mais dúvidas? Submeter um pedido

Comentários

0 comentário

Por favor, entrar para comentar.